A auto-estima relaciona-se com as crenças, opiniões e valores que temos sobre nós próprios e que achamos que temos perante o mundo que nos rodeia. Isto faz com que a auto-estima seja das coisas mais importantes no que diz respeito ao nosso sucesso e/ou insucesso na vida.

Com ela somos capazes de enfrentar o mundo e propomo-nos enfrentar o mundo de cabeça erguida e coragem no coração.

Sem ela, a coragem desvanece, desaparece e a nossa capacidade de agir perante as situações, perante as pessoas. Agir torna-se um suplicio e, muitas vezes – casos extremos – impossível mesmo.

Quando sofremos de baixa auto-estima significa que não nos conseguimos aceitar como somos e que temos muita, ou total dificuldade de acreditar que os outros nos podem aceitar também.

Daí a importância de fazer uma parceria entre maquilhagem, postura e auto-estima, estas duas primeiras podem ajudar-nos a criar outra visão de nós, mais forte, mais centrada, mais real e a fazer-nos ganhar consciência de nós aceitando-nos tal como somos.

Apesar dito tudo, nem sempre é fácil termos essa consciência de nós e/ou aceitarmos os nossos defeitos e imperfeições. Há quem leve uma vida inteira a trabalhar para conseguir essa realização de auto aceitação. Contudo, uma coisa garanto, ela é possível, basta trabalharmos para isso e ganharmos confiança em nós.

Já alguma vez se olharam ao espelho, mas mesmo olhar, para analisarem a vossa postura corporal e a vossa cara? Tanto pode ser de manhã como ao final do dia, vão até ao espelho e analisem-se, ganhem consciência de vocês mesmos.

Se a postura que apresentam é de ombros caídos para a frente, expressão no rosto de desagrado e crítica negativa, o primeiro instinto é não querer olhar mais. É bem possível que a sua auto-estima possa estar afectada e em baixo. (atenção que ao final do dia pode simplesmente significar cansaço. Para perceber se é só isso, basta fazerem um julgamento aos pensamentos que são formados pelo simples ato de observar a vossa imagem).

Claro está que, mesmo sentindo o cansaço, se olham e um sorriso aparecer no vosso rosto e o sentimento que vos sobressaia é a felicidade e o orgulho, então a vossa auto-estima está no lugar certo.

Então e o que podemos fazer para ganhar auto-estima?

Como posso usar a maquilhagem e a postura para me ajudarem a ganhar auto-estima?

  1. Ao acordar, e logo após se levantar estique o seu corpo, coloque os braços para cima e as mãos unidas em direcção ao tecto e estique.
  2. A onde quer que vá na casa mantenha as costas direitas, se precisar de ajuda para isto, vá até à ombreira da porta e coloque-se “colada/o” a ela de costas para a mesma, vai ver que fica com uma postura direita de imediato e ao sair é só manter a postura. Faça isto o máximo de vezes que conseguir durante o dia. Se trabalhar sentada/o à secretária, vá tendo consciência da sua postura e se tiver os ombros caídos, endireite-se. (vai ver que automaticamente se vai sentir diferente… para melhor).
  3. Seja mulher ou homem (que estas coisas não são só para as mulheres e os homens também têm de se cuidar e amar), logo de manhã, reserve um tempo de entre cinco a dez minutos para si. Comece com a sua higiene normal e não se esqueça de colocar um creme hidratante. Se tiver protecção solar melhor, se não tiver, coloque o creme de protecção solar a seguir.
  4. Perceba se precisa de um pouco de cor no rosto para fazer com que se sinta mais saudável – todos sabemos que quando andamos morenos nos sentimos melhor e mais saudáveis, por isso toca de conseguir essa sensação através de um pó, ou de uma base, ou de ambos para quem tem mais tempo.
  5. Outro aspecto que ajuda praticamente no imediato a ficarmos com um aspecto melhor é colocar um pouco de rímel – para os homens mais arrojados esta também é uma óptima opção, e podem sempre optar por um rímel transparente.

Estas são algumas dicas que eu mesma coloco em prática sempre que me apercebo que a minha auto-estima está mais em baixo.

A raiz de tudo somos nós e os nossos pensamentos por isso, deixo-vos um mantra:

Lembrar sempre:

“Eu sou naturalmente eu. As minhas imperfeições são parte integrante de mim e eu aceito-as. Não preciso alterar, corrigir ou disfarçar nada, porque me sinto bem e feliz comigo mesma/o. Tenho consciência de mim e por isso amo-me.”

Cuidar de nós diariamente é um dever, isso faz-nos sentir melhor, mais felizes e mais bonitos.

Agora é a sua vez.

Olhe-se no espelho e decida: “Como me quero apresentar hoje ao mundo?

Sara Varino