Antes de partirmos ao “como conquistar uma Felicidade Duradoura” é importante que saibamos o que é a Felicidade ou o que não é.
A Felicidade tem sido estudada mais de perto por uma nova especialidade que é a psicologia positiva. Se perguntarmos o que nos faz feliz facilmente enumeramos coisas como: dinheiro, filhos, casa… no entanto, cuidar de filhos pequenos pode ser fonte de stress, uma casa grande e espaçosa pode dar muito trabalho e despesas e o dinheiro “compra” a felicidade a curto prazo, apenas enquanto as coisas materiais da vida são novidade.
Todos conhecemos alguém com mais dinheiro que nós e não é por isso que deixam de ser infelizes, os desafios são imensos.
Deepak Chopra, no seu livro “Super Cérebro” refere que, a corrente moda de psicologia sustém que a Felicidade nunca pode ser permanente. Inquéritos verificaram que cerca de 80% dos norte americanos informam ser felizes. Mas quando examinados individualmente, os investigadores verificam que cada pessoa experimenta apenas estados temporários de Felicidade ou bem-estar que não são permanentes de todo. Tropeçamos na Felicidade sem saber como atingi-la.
O mesmo livro indica que se tiver mais aptidão para criar a sua própria realidade pessoal, então seguir-se-á a felicidade permanente.
É realmente importante saber o que nos faz feliz, mas é igualmente importante saber se essa felicidade é de curto ou longo prazo. Pois se é de curto prazo poderemos estar a ter uma experiência de uma emoção e não um estado de Felicidade.
Em baixo ficam umas dicas do que fazer e não fazer para um rumo à Felicidade Duradoura.
Retirado do livro “Super Cérebro”
O QUE FAZER
– Dê de si. Cuide dos outros, e cuide por eles
– Trabalhe em algo que goste
– Estabeleça valorosas metas de longo alcance que levem anos a atingir
– Esteja mentalmente aberto
– Seja emocionalmente resiliente
– Aprenda com o passado e depois ponha-o para tras das costas
– Viva para o presente
– Faça planos para o futuro sem ansiedade, medo ou pavor
– Crie laços sociais íntimos e calorosos
NÃO FAZER
– Acoplar a sua Felicidade a recompensas externas
– Protelar o ser feliz até algures no futuro
– Contar que outra pessoa qualquer o faça feliz
– Equacionar Felicidade com prazer momentâneo
– Perseguir mais e mais estímulos
– Permitir que as suas emoções se tornem habituais e emperrem
– Fechar-se a novas experiências
– Ignorar sinais de tensão e conflito interior
– Residir no passado ou viver no medo do futuro
“Não existe caminho para a Felicidade. A Felicidade é o caminho.” – Buda
Até breve
Luis Barbudo