Conta a história que um bispo romano

Muitos casamentos celebrou

Contra Claudio, imperador desse ano

A sua promessa quebrou

 

Foi preso e condenado à morte

E na prisão ainda se apaixonou

Artérias, que menina de sorte

Que com Valentim até a visão recuperou

 

Se este amor é verdadeiro

Desta aventura insólita

Como pode a filha de um carcereiro

Amar um bispo da Igreja Católica?

No dia dos namorados

Toda a gente se ama

São restaurantes marcados

E uma noite na cama

 

Existe todo um ano inteiro

Que se pode dar flores e levá-la ao jardim

Mas só nos lembramos do 14 de Fevereiro

Esse dia do São Valentim

 

É como no dia em somos campeões

No futebol e no festival da canção

Tudo se enche de corações

Abraços, beijos e emoção

 

Se amamos de verdade

Perdoa-me Valentim, mas não precisamos de ti

Basta olharmos na nossa cara metade

E dizermos: Amo-te muito e só a ti

 

 

Até breve!!

Luis Barbudo